tudo que eu deixei pra trás

quinta-feira, 11 de junho de 2009

I ♥ ME

Me amo, me adoro, não vivo sem mim!

Quando ouvimos alguém dizer isso, logo nos vem a cabeça que a mesma é uma pessoa metida, fútil. O que mal sabemos, é que esses são sintomas do chamado Amor Próprio, e todos nós temos um pouco dele, não adianta negar.
Quando nos arrumamos, mudamos os cabelos, nos maquiamos, compramos roupas novas, tudo isso está relacionado a esse sentimento que existe em muitos, mas é cultivado por poucos.

A maioria das pessoas, ao terminar um relacionamento se culpa, acreditando que o motivo é alguém mais bonito, uma mulher mais gostosa, ou o seu cabelo que deixou de agradar o parceiro... Aí a nossa auto-estima se torna baixo-estima, e passa a ser um mal quase irreversível: a falta de amor próprio. Quase irreversível.

Amar a si mesmo é mais do que se enfeitar como um pavão e sair gritando a plenos pulmões que é a pessoa mais bela do mundo! Amor próprio consiste em se sentir bem todos os dias, apesar de qualquer problema. É levantar todas as manhãs, se olhar no espelho e agradecer pelo que lhe foi dado, é ver o lado bom de todos os seus defeitos e apreciar suas qualidades (e os defeitos também!)

'A fé que você depoisita em você e só...'

Nenhum comentário:

Postar um comentário